+55 11 2157-8329 | +55 11 2157-8124

News

O que é Artrite ou Artrose No Quadril


Autor: Daniel Padilha - Coordenador Clínico / CREFITO: 3/235810-F

Publicada em : 05/02/2019

A articulação do quadril é uma das mais complexas do corpo humano pela grande quantidade de planos de movimento que possui. Esta articulação é composta pelas estruturas denominadas cabeça do fêmur e acetábulo e envolvidas em uma cápsula articular que contém líquido sinovial.

Por ser uma das articulações que mais suportam o nosso peso corporal, perdendo apenas para joelhos e tornozelos, o quadril é frequentemente alvo de patologias que causam dor e desconforto ao indivíduo.

Algumas dessas patologias são mais comuns mais comuns são denominadas artrite e artrose. Embora haja uma pequena confusão entre os nomes, essas doenças possuem pequenas diferenças, podendo aparecer em conjunto, causando o agravamento do quadro clínico.

A artrite pode ser definida como uma inflamação justamente onde há a articulação. No caso do quadril esta patologia atinge o acetábulo e a cabeça do fêmur.

Já a artrose, que também é conhecida como osteoartrose, é quando ocorre um desgaste das estruturas articulares. Neste caso, tanto a cartilagem quanto o próprio osso podem ser atingidos.

A ligação entre essas duas patologias está justamente no fato de que a artrite, caso não seja tratada adequadamente ou após alguns anos da convivência da pessoa com a doença pode vir a causar um desgaste, o que caracteriza o aparecimento de artrose.

Além disto, também já foi constatado que a artrose também tem como característica o surgimento de uma pequena inflamação nas articulações. Por esse motivo ela também pode ser considerada como artrite.

Quais são as principais causas?

As causas destas patologias ainda são desconhecidas, porém sabe-se que há alguns fatores que podem contribuir para o seu aparecimento. São eles:

·         Fatores genéticos / hereditários

·         Desgaste dos ossos

·         Sobrecarga excessiva na articulação do quadril

Quais pessoas são as mais atingidas

Como em todas as doenças, há algumas pessoas em que a artrite / artrose ocorre com uma maior freqüência. Há também alguns fatores de risco que devem ser levados em consideração. Entre eles podemos citar:

·         Indivíduos de idade avançada

·         Pessoas do gênero feminino

·         Obesidade / Sobrepeso

·         Histórico prévio de lesão no quadril

Quais são os principais sintomas?

Pelo fato de a artrite & artrose serem doenças de cunho inflamatório existem alguns sintomas que serão bem característicos desta doença. Como por exemplo, vermelhidão e inchaço local, dor, aumento da temperatura local e até mesmo a limitação de alguns ou todos os movimentos do quadril.

Quais são os tratamentos existentes?

Bom, infelizmente a artrite e/ou artrose são doenças que não possuem cura. Por este motivo, a realização de um tratamento eficiente para amenizar todos os sintomas e retardar a necessidade de uma possível intervenção cirúrgica é essencial para promover a qualidade de vida deste paciente.

Tratamento a base de medicamentos

Neste caso a medicação é indicada como uma forma de reduzir a inflamação e consequentemente a dor sentida pelo paciente.

 Além disso, ele também tem como objetivo melhorar a efetividade no tratamento fisioterapêutico, já que permitirá que o paciente avance mais rapidamente com os exercícios propostos na terapia.

Tratamento Fisioterapêutico

A fisioterapia neste caso é o tratamento mais indicado para pacientes que possuem artrite ou artrose no quadril. Isto porque através dela é possível se obter um tratamento totalmente individualizado e assim eficiente.

Após promover analgesia, através da redução do processo inflamatório existente, a fisioterapia terá como objetivo restabelecer ou ao menos melhorar a função desta articulação.

Outro fator importante a ser lembrado é que através de um tratamento conservador efetivo é totalmente possível evitar ou ao menos retardar a necessidade de uma cirurgia para colocação de prótese, como ocorre em alguns casos de artrose.

Tratamento cirúrgico

A cirurgia é o último tipo de tratamento a ser considerado, uma vez que é totalmente invasiva e agressiva. Por isto, ela só é realizada em casos onde o paciente possui muita dor e limitação das atividades de vida diária devido o desgaste / degeneração articular apresentada.

Neste caso, além de o pós-cirúrgico ser um pouco mais complicado, pois o tempo de repouso é de pelo menos 6 dias, há ainda alguns movimentos que deverão ser evitados.

Além disto, mesmo com o tratamento adequado, o período para que o paciente atinja sua recuperação completa, podendo voltar as suas atividades normais totalmente pode levar até 1 ano.

Para que a cirurgia possa ter o resultado esperado, a realização de fisioterapia também é crucial no período posterior a operação. Pois é através dela que os resultados virão à tona de forma rápida e segura.


<- Voltar